Dicas Gestão

Faturista: entenda a importância desse profissional para o seu negócio

Entenda a importância do faturista - profissional trabalhando utilizando computador, calculadora e planilhas de anotação.
Escrito por Eficiência Fiscal

O faturista, em uma empresa, atua no departamento financeiro, especificamente na área de faturamento.

Esse profissional é essencial para a administração do negócio uma vez que suas atividades envolvem o contato direto com documentos, cálculos, planilhas e dinheiro.

Apesar da extrema importância do faturista para o bom desempenho das atividades no setor de faturamento das empresas, muitas vezes a consciência desse valor não é tomada em sua totalidade.

Pensando nisso, a nossa equipe de conteúdo desenvolveu esse material para que empresários, faturistas, ou aqueles que estão considerando seguir carreira nessa área, compreendam o espectro de responsabilidades e atribuições de um profissional do faturamento.

Você vem com a gente?

Entendendo o setor de faturamento nas empresas

As atividades no setor de faturamento começam antes mesmo da concretização da venda e registro através da emissão da NF-e.

Digamos que o processo tem início ainda no planejamento de aquisição dos produtos a serem comercializados pela empresa, sempre levando em consideração uma série de fatores como, por exemplo, demanda e sazonalidade do período.

Outro fator muito importante que deve ser levado em conta diz respeito às obrigações tributárias geradas a partir da compra e venda de mercadorias.

Com essas informações em mãos, é possível tomar medidas para conter ou potencializar a venda de produtos específicos, a fim de preservar a estabilidade financeira da empresa. 

Perceba que, nesse cenário, o faturamento é indispensável para a gestão financeira de um negócio!

Através dele, uma série de medidas podem ser aplicadas com o objetivo de maximizar o valor patrimonial da empresa por meio da geração de lucros líquidos ao passo em que se busca alternativas para diminuir licitamente a carga tributária.

Quais as funções de um faturista? 

Bom, e quais são as funções de um faturista?

Cada segmento possui suas próprias particularidades, logo pode haver diferenças em relação ao fluxo de tarefas e a forma como ela são realizadas em função disso. 

No entanto, em um contexto geral, as atividades desenvolvidas pelo faturista tem dois objetivos básicos: garantir maior controle contábil e assegurar o cumprimento das exigências fiscais.

Nesse sentido, o profissional do faturamento pode desempenhar diversas funções que dizem respeito à entrada e saída de notas fiscais de venda ou transferência de produtos/serviços, emissão de boletos, faturas, guias de remessa, entre outras atividades.

O faturista também participa do cálculo dos impostos e alíquotas, preparo de documentos destinados à análise cadastral e liberação de crédito.

Listamos abaixo algumas das atividades mais comuns desempenhadas por esses profissionais nas empresas:

  • Gerar lançamentos contábeis;
  • Realizar a manutenção do cadastro de clientes e propostas diversas;
  • Combinar as contas e preenchimento de guias de recolhimento e solicitações necessárias aos órgãos governamentais competentes;
  • Emitir faturas/boletos e arquivar documentos;
  • Conferir notas fiscais e relatório de horas;
  • Acompanhar o fluxo de contas a pagar e receber;
  • Registrar e controlar através de planilhas, sistemas ou outros mecanismos, as atividades do setor;
  • Agendar pedidos de entregas;

Todas essas funções requerem do profissional as habilidades necessárias para a utilização de planilhas e cálculo de impostos, conhecimentos básico sobre tributação e legislação contábil além da técnica para a emissão e lançamento das NF-e.

Qual a importância do faturista? 

A saúde fiscal e tributária da empresa é diretamente afetada pelas ações do faturista. 

Em contrapartida, temos uma legislação super complexa e dinâmica, que exige das empresas e profissionais flexibilidade para se adaptar rapidamente às mudanças na legislação

Dentro desse contexto, o faturista não deve estar limitado à emissão de notas fiscais conforme solicitado pelo vendedor, ou mesmo confiar plenamente nas informações fornecidas pelo ERP utilizado na empresa.

É fundamental que esse profissional tenha consciência do significado de cada etapa do processo. De cada informação presente na nota. De cada código e seu respectivo impacto sobre a saúde financeira da empresa.

Ainda que os sistemas facilitem muito o trabalho no setor de faturamento, o conhecimento básico sobre os códigos fiscais em relação à forma como os tributos ICMS, PIS/COFINS e IPI serão classificados é imprescindível.

O profissional do faturamento precisa ter a expertise para avaliar se todas as condições envolvidas na operação em andamento condizem com as informações, códigos e demais dados descritos no documento fiscal.

O setor de faturamento nas empresas por vezes tem sido negligenciado.

É comum que sejam integradas a esse departamento pessoas sem a qualificação ou experiência necessárias para lidar com os pormenores da área fiscal e tributária.

Nesse ponto, cabe uma ressalva: Empresário, o setor de faturamento é estratégico! Não o deixe a cargo de profissionais em início de carreira sem qualquer supervisão de alguém com experiência na área. 

Tecnologia como ferramenta apoio ao faturamento

A tecnologia dos ERPS e sistemas de gestão fiscal e tributária utilizados no seu negócio não anulam a necessidade de ter profissionais qualificados e bem treinados no faturamento. 

Sempre reforçamos aqui: a tecnologia permite potencializar e entregar resultados precisos com maior agilidade e segurança mas, sozinha, nada pode fazer. 

Bons profissionais munidos das ferramentas certas de trabalho podem levar o seu negócio a um outro patamar e ainda garantir à sua empresa estar em conformidade com o Fisco.

Portanto, garanta que a sua equipe receba treinamento adequado, não poupe esforços e recursos no investimento em ferramentas para potencializar esse trabalho e assim garanta resultados assertivos e equilíbrio financeiro para o seu negócio.

Sobre o autor

Eficiência Fiscal

Através de uma substancial base de regras fiscais, experiência de mais de 20 anos na área e uma tecnologia em inteligência artificial, nós buscamos resolver o problema da falta de conhecimento qualificado para lidar com toda essa complexidade da nossa legislação tributária, que muitas vezes é potencializada pelo elevado volume de itens em transações com incidências tributárias, seja em operações de compra ou de venda. O Eficiência Fiscal promove a organização, segurança jurídica e economia fiscal das mais de 1.700 empresas que confiam neste trabalho. Fazem parte desse grupo, empresas de contabilidade, empresas varejistas, atacadistas e indústrias, com contabilidade interna ou externa, sejam elas do regime tributário federal Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real.

Deixar comentário.